Rio Tietê1Rio Tietê2Rio Tietê3Rio Tietê4

Rio Tietê | Desassoreamento

Localização

  •  São Paulo 

 

Cliente

  •  DAEE – Departamento de Águas e Energia Elétrica

 

Descrição dos Serviços

  • Execução de serviços de limpeza e desassoreamento do Rio Tietê nos trechos entre as barragens Edgard de Souza e Penha; e Penha até o córrego Três Pontes; e barragem Edgard de Souza até barragem Móvel, no Estado de São Paulo. 

  

 Aspectos Relevantes

  • Material dragado no desassoreamento fluvial: 2.842.068 m³ - correspondente a mil piscinas olímpicas lotadas de material assoreado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Retirada diária de 500 toneladas de lixo, equivalente ao mesmo volume de lixo produzido por dia numa cidade como Ribeirão Preto, que tem 600 mil habitantes.

 

  • Utilização de 81 equipamentos no desassoreamento do Rio Tietê: 27 escavadeiras hidráulicas, 1 draga de sucção, 5 drag-lines,14 plataformas flutuantes, 17 rebocadores e 17 barcaças.

 

  • Transporte, via fluvial, do material dragado no desassoreamento através da eclusa da Barragem  Móvel, para posterior descarte na cava de areia de Carapicuíba. Com 122 m de comprimento, 12 m de largura e 10 m de altura, a eclusa funciona como um "elevador" e ajuda as embarcações a transpor a barragem, possibilitando a navegação pelo rio Tietê num trecho de 40 quilômetros, entre a barragem Edgard de Souza, em Santana do Parnaíba, e a barragem da Penha, na zona leste da capital paulista.

 

  • Anteriormente, o material era transportado por caminhões. Considerando que os resíduos retirados por uma barcaça (74.880 m³) correspondem a dez viagens de caminhões, serão 4.160 deslocamentos a menos, por mês, a serem realizados na região. Além de reduzir o fluxo de caminhões nas marginais e otimizar as operações, a medida proporciona uma economia mensal de R$ 570 mil nos custos de desassoreamento.

 

 


<< Voltar

Tel.: +55 (11) 3320-3000
contato@tiisa.com.br

SITE: Dit.a Design