Transnordestina1Transnordestina2Transnordestina3Transnordestina 4Transnordestina 5Transnordestina 6Transnordestina 7

Ferrovia Transnordestina

 Localização

  •  Missão Velha/CE a Salgueiro/PE

 

 Cliente

  • TLSA – Transnordestina Logística S. A.

 

 Descrição dos Serviços

  • Execução de serviços de superestrutura na Ferrovia Transnordestina, no trecho de Missão Velha/CE a Salgueiro/PE

 

 Extensão

   ▪ 98 km

 

 Aspectos Relevantes

  • Este trecho da obra corresponde aos primeiros 98 km de linha construída da Ferrovia Transnordestina, cuja extensão total abrange 1.728 km.

 

    • Os serviços executados neste trecho
      possuem características diferenciadas
      em relação à malha ferroviária existente:

     - Dormentes de concreto

     - A bitola da ferrovia é mista, ou seja,
       métrica e larga (1,00 m e 1,60 m)

     - Para poder interligar-se à malha
       ferroviária existente, do km 0 até o km 61
       (Frente 1) a ferrovia foi abastecida (trilhos,
       dormentes e brita para lastro) pela bitola
       métrica, e construída pela bitola de 1,60m

     - Do km 61 até o km 98 (Frente 2) a ferrovia
       foi construída e abastecida pela bitola larga

     - Grande extensão construída por bitola
       mista de forma a promover a integração
       à malha existente em bitola métrica

 

  • A construção da via férrea demandou uma grande operação logística. Os trilhos para aplicação na ferrovia (barras de trilho UIC-60, medindo de 12 a 18 m) encontravam-se estocados no pátio da TLSA, em Recife/PE. Neste local foi montada uma estrutura especial para soldagem das barras pelo processo de eletrofusão, tornando-as barras longas de 120 m. Estas barras foram transportadas pela TLSA, por via ferroviária, utilizando-se trens com dez vagões cada um, que percorreram cerca de 500 km até Missão Velha/CE.

 

 

   • A Ferrovia Transnordestina irá oferecer importantes
     contribuições à economia regional, tais como:

     - Redução dos custos logísticos  
       de exportação

     - Aumento do valor das terras
       do cerrado nordestino

     - Reorganização espacial da
       produção agrícola

     - Atração de novos empreendimentos
       para a região

     - Estímulo ao projeto nacional
       de Biodiesel

 

 

  • O novo sistema de transporte ferroviário proporcionará também relevantes benefícios sociais:

- Desenvolvimento regional equilibrado no Nordeste

- Geração de 500 mil novos empregos

- Melhoria do meio ambiente com o uso intensivo de um meio de
  transporte menos poluente, o trem

- Aumento na arrecadação de impostos, o que permitirá aos governos
  locais investir em educação, saúde e outras melhorias

   

   • Materiais utilizados na obra: 

   - Lastro: 224.333,51 m³

   - Via Permanente: 98 km

   - Dormentes: 167.835 unidades

   - Trilhos: 12.060 toneladas     

   - Pedreira | Capacidade de Produção: 
     1.800 m³/dia

 

 


<< Voltar

Tel.: +55 (11) 3320-3000
contato@tiisa.com.br

SITE: Dit.a Design